Tuesday, August 22, 2006


Hoje parece um tanto fora de moda, careta, coisa de karaoke ou rodinha de violão cantar as músicas do Renato Russo e sua legião. Eu continuo amando as fortes palavras do nosso poeta e não tenho a mínina vergonha de dizer que sou fã e até hoje nunca houve uma banda com letras tão reais, esclarecedoreas e poéticas como as do Legião. Por isso, preparei FRAGMENTOS DE RENATO, com trechos de músicas que mais me identifico.

"Muitos temores nascem do cansaço e da solidão, descompasso, desperdício. Herdeiros são agora da virtude que perdemos Há tempos tive um sonho, não me lembro. Tua tristeza é tão exata e hoje o dia é tão bonito, já estamos acostumados a não termos mais nem isso.

SONHOS VEM, SONHOS VÃO, O RESTO É IMPERFEITO.

Disseste que se tua voz tivesse força igual à imensa dor que sentes, teu grito acordaria não só a tua casa, mas a vizinhança inteira e há tempos nem os Santos tem ao certo a medida da maldade e há tempos são os jovens que adoecem e há tempo o encanto está ausente e a ferrugem do sorriso, e só há o acaso estende os braços para quem procura abrigo e proteção, meu amor..."

"Acho que o imperfeito não participa do passado, troco as pessoas, troco os pronomes. Preciso de oxigênio, preciso ter amigos, preciso ter dinheiro, preciso de carinho. Acho que te amava, agora acho que te odeio. São apenas pequenas coisas e tudo deve passar."

"Agora está tão longe ver, a linha do horizonte me distrai, dos nossos planos é que tenho mais saudade, quando olhávamos juntos na mesma direção."

"Eu moro na rua, não tenho ninguém, eu moro em qualquer lugar. Já morei em tanta casa que nem me lembro mais; eu moro com meus pais."

"Todos os dias quando acordo não tenho mais o tempo que passou, mas tenho muito tempo, temos todo o tempo do mundo. Todos os dias antes de dormir lembro e esqueço como foi o dia, sempre em frente, não temos tempo à perder. Nosso suor sagrado é bem mais belo que esse sabgue amargo."

0:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home