Thursday, October 12, 2006

HIPOCRISIA: 1. Afetação da virtude, ou sentimento que não se tem. 2. Fingimento, falsidade.

Há cristão em abundância, nesse mundo de Deus, uma espécie de condomínio latifundiário onde o diabo é sub-síndico e, portanto, ocupa largo espaço, graças à cumplicidade ou tolerância de algumas ovelhas (certamente negras e brancas) do imenso rebanho. Crucifixo no peito é unicamente sinal externo de uma religiosidade, às vezes inexistentes ou nanica diante da grave espiritualidade inconsciente até de alguns ateus e de outros tantos agnósticos. Muita vez, abre-se o abismo entre o conhecimento das verdades arquivadas no texto sagrado e a prática coerente e compatível com esse conhecimento. Em outras palavras: a receita de um cristianismo, que eu gostaria de ver em meus semelhantes, deveria ter os ingredientes de minha maneira de ser, de minha prática de vida. Exigir dos outros o comportamento que eu NÃO tenho, ou pretender que eles façam o que eu não faço, é HIPOCRISIA, cujo climax se atinge no instante de meu julgamento, quando quero pesos e medidas diferentes utilizados no julgamento do próximo, que, a cada dia, vejo mais distante. Não apenas no Cristianismo, mas em todas as religiões, abre-se imensa distância entre piedosas ou maldosas intenções e os gestos de muitos que batem no peito, caem de joelhos, rezam, carregam andores, beijam altares, proclamam a Palavra de Jesus, Buda e Maomé e, nas horas vagas, fazem exatamente o contrário da pregação e do culto. Muitas vezes, e muito além da religiosidade ostensiva, espalhafatosa, oficial, uniformizada e ruidosa, esconde-se uma espiritualidade infinita, a tranbordar da alma onde ela se abriga discreta, humilde, simples e singela. É a alma onde a caridade não se anuncia pelo tilintar da moeda derramada da mão farisaica, nem a piedade alardeada esconde a indiferença do insensível. É a alma em que a bondade se materializa no gesto da entrega, doação, desprendimento e renúncia verdadeira. É a alma onde a fé penetra raízes profundas que a dúvida de todos os vendavais não pode arrancar. É a alma bilndada aos sentimentos menores e que não reserva espaço para a inveja,a vingança, a torpeza. É a alma que não necessita desfilar a religiosidade em carro aberto, como uma alegoria ou um estandarte. Desses cristãos e religiosos, alegra-se o diabo.
Mas, deles, Jesus Cristo - o filho de Deus - entristecido falou sem meias palavras:
"Vós pareceis justos aos homens, mas interiormente estais cheios de hipocresia e iniquidade".
[v.c. obrigado pela reflexão]

16:

Blogger Joatan said...

navalha na alma

9:03 PM  
Anonymous Anonymous said...

achei um texto um tanto quanto atual e bastante realista no que diz respeito a mente humana e o jeito de ser do cotidiano talvez mundial onde a realida e a ipocrisia se fundem sem se quer as veses percebida.

10:03 PM  
Blogger Márcia Cristina said...

Nossa!!! Adorei... Concordo contigo. As pessoas tem a mania, triste e feia mania, de JULGAR quando não tem competencia para isso...

10:03 AM  
Blogger Gala said...

Claro q consigo sim!!
So me mandar fotos e pá q eu faço aqui!!
A música é minha da pra escutar ali nos mp3 onde diz phosphurus, se chama silêncio!, hehe
Meu msn:
phosphurus@hotmail.com
Valeu
>:P

10:46 AM  
Blogger Segunda Pele said...

Concordo com você.
A maioria das pessoas fala dos outros sem olhar pro próprio rabo. E aí que nasce o egocentrismo, pessoas que se julgam melhores ou com mais moral que as outras por motivos... blaft! quais mesmos???
O negócio é fazer o bem sem olhar a quem.
E falso moralismo lá pra longe!!

10:28 PM  
Blogger Sutil Como um Elefante said...

otimo texto! adorei!
bj!

2:52 AM  
Anonymous Sandro Pendragon said...

É isso aí. Pequenas Igrejas, Grandes Negócios. Judas cobrava mais barato.

12:15 PM  
Blogger Gala said...

Ahhhhhhhh
Muito Bom!

9:29 PM  
Blogger Gala said...

Pega meu msn, que te passo tudo:
phosphurus@hotmail.com
>:P

9:29 PM  
Blogger Defensor, O Maldito said...

This comment has been removed by a blog administrator.

2:04 PM  
Blogger Defensor, O Maldito said...

É a velha fórmula do "faço o que eu digo, mas não faça o que eu faço", muito comum quando se trata de religião e política!
Abraços

2:05 PM  
Blogger A Desvairada Literata said...

Ana,

Passei por aqui, li tudinho e adorei. Ótimos textos, ótimas dicas! Continue, tens muito talento!

Onde encontro seu curta?

Beijocas,
Ivy

8:06 AM  
Blogger hdsbhsdbfiha said...

Lavando a alma da hipocresia humana... quando vamos deixar de achar que somos os únicos donos do universo!!!

beijoss e saudades

4:15 PM  
Blogger Don Juan said...

Oi , que tal a gente trocar botões dos nossos blogs?

2:13 AM  
Anonymous o_anticristo said...

Adorei a sua visão de para com a religião. Parabéns pelo post.
Abraços.

4:14 PM  
Blogger Giallo said...

Muito bom!
concordo plenamente

2:34 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home