Sunday, March 11, 2007

A inocência do prazer

Já passou, fomos perdoados por todos os deuses do amor. Acabou, podemos ser claros como era antes, seja lá como for, alguém tentou desesperadamente sentir algo decente. Sou feliz, pois já fui julgada. Daqui pra frente, tudo é meu, então fala baixo, fala baixo e sente. Eu vou te dar um presente.

Vento novo, flores e cores. Fim do verão tropical, novos ares, novos amores. Tudo volta ao seu estado normal. Sou feliz e trago as provas nos meus olhos molhados e vejo a vida tão diferente. Eu já posso entender a inocência do prazer, então fala baixo, fala baixo e sente. Eu vou te dar um presente.

[cazuza]

8:

Blogger B. said...

Grande mestre Cazuza!
Me sinto um nada, perto de algo desse tamanho.

11:19 PM  
Blogger Beleza EXTERIOR said...

teu link ja ta la no blog!
falta vc colocar o banner do beleza exterior!
=D
bjos=*

12:30 AM  
Blogger Diva said...

Vim agradecer a visita e deparei-me com fotos e textos lindos, cheios de sensualidade...
Se já foste julgada, és agora "livre".

Beijo enCANTAdo

8:52 AM  
Blogger Plum said...

Uma inocência pura!*

12:20 PM  
Anonymous Anonymous said...

This comment has been removed by a blog administrator.

2:23 PM  
Anonymous Mateus Souza said...

Cazuza...
ele alcança o caos do sentir e depois assopra com um poeminha,

lindo!

4:24 PM  
Blogger Pepe Luigi said...

Maravilhosa esta sentida poesia!

Um beijinho
do Pepe.

8:54 PM  
Blogger Jefferson P. said...

Olá, Ana... como vai?

Parabéns, pelo post. Ótima referência; Cazuzaaaa.

bjos sentidos........

4:28 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home